Quais alimentos que ajudam a reduzir a fome? Lista com 7 alimentos!

Comer além da conta em algumas ocasiões como em festas ou em viagens, é perfeitamente normal e o corpo tem mecanismos que não vão fazer ninguém ganhar 10 kgs por causa de algumas gramas a mais de alimentos, porém quando a fome é exagerada todos os dias e em todas as refeições, aí é diferente e recorrer a algumas estratégias será necessário para reduzir a fome.
Podem ser usados alguns truques nutricionais para driblar aquela fome fora de hora, recorrer a alimentos que tragam saciedade é um dos caminhos, mas reconhecer o tipo de fome que sentimos é fundamental para buscar o melhor recurso, pois existem vários tipos de fome que a ciência está estudando.
Entretanto vamos focar apenas nas mais comuns que são a fome fisiológica, a fome social e a emocional.
Leia também:
O que te impede de ter sucesso no Emagrecimento?
Dicas para reduzir Vontade de Comer Doce à Noite
Pão ou Tapioca para Emagrecer, qual a melhor opção?
Top 10 alimentos que Aumentam a Imunidade (lista)
A fome fisiológica é fácil de saciar, a social também não é nenhum bicho de 7 cabeças, a fome emocional ou psicológica exige um pouco mais de autoconhecimento e atenção para conseguir supri-la.
Para ajudar a entender melhor a diferença entre fome emocional, social e fome fisiológica e  quais os alimentos ajudam a reduzir a fome fizemos este post.
 
Diferenças entre fome:
Fisiológica, Fome Social, Fome Emocional
 
Em primeiro lugar vamos esclarecer que sentir fome não é errado, mas ignorá-la sim, tanto no contexto fisiológico quanto emocional.
É importante ressaltar que a fome fora do contexto fisiológico acontece também devido a fatores relacionados ao estresse, ou em momentos de descontração com familiares e amigos ou quando estamos vendo um filme na TV por exemplo, pois tudo isso é inerente ao ser humano que tem necessidade de nutrir o corpo e os sentimentos.
Para reduzir a fome é essencial saber qual tipo de fome estamos sentindo.
 
Fome Fisiológica
É aquela que se manifesta fisicamente quando o corpo manda um aviso de que precisa de nutrientes para continuar funcionando, é quando temos a sensação de dor no estômago, dor de cabeça, fraqueza, estes avisos nos alertam que é preciso comer para que o organismo não pare de exercer suas funções.
 
Fome Social
acontece quando estamos numa festa, quando saímos com amigos, ou em reuniões familiares, são momentos de celebrar e compartilhar alimentos com quem gostamos e mesmo sem sentir a fome física, comemos. Para não acontecer exageros precisamos ter consciência e comer com atenção plena.
 
Fome Emocional
está relacionada em recompensar quando somos abalados emocionalmente, por exemplo quando estamos tristes ou ansiosos, podemos sentir que é  preciso saciar este sentimento com comida e geralmente a resposta vem em forma de guloseimas como doces e gorduras, porque o cérebro sabe que estes tipos de alimentos darão maior satisfação.
A fome emocional precisa ser tratada devidamente com o auxílio de um profissional, pois é necessário encontrar o gatilho que gera o problema e assim reduzir a fome emocional.
 
Vontade de Comer
 
É importante salientar que além dos tipos de fome citados, existe a vontade de comer e nem é preciso estarmos com fome para senti-la.
Ela é específica, sabemos exatamente o que queremos comer, por exemplo quando vem o sabor na nossa boca de um brigadeiro e provavelmente se não comermos, ficaremos com este pensamento fixo.

Neste caso o melhor é satisfazer a vontade e não há truques, afinal se sentimos vontade de comer bolo de cenoura com cobertura de chocolate, como substituir por uma maçã?
O cérebro não é bobo e vai cobrar mais tarde este bolo e não vai se satisfazer apenas com um pedaço.

Por isso caso não a satisfaça, esta vontade pode chegar a uma compulsão, o ideal é consumir o alimento desejado sem exageros.
 
Alimentos para reduzir a fome
 
Existem alimentos que ajudam a reduzir a fome fisiológica porque proporcionam mais saciedade e alguns alimentos podem reduzir a fome emocional por melhorarem a produção de serotonina que é o hormônio do bem estar.
Confira!
 
#1 – Chocolate 70% Cacau
O cacau tem nutrientes responsáveis por aumentar os níveis de serotonina no cérebro e dar a sensação de bem estar, além de liberar endorfina que causa sensação, de alegria, por isso contribui com a diminuição da compulsão por doces, desde que seja consumido sem exageros.
 
#2 – Maçã
É rica em pectina, fibra que dá saciedade e também é rica em cromo, mineral que diminui o apetite e a vontade de comer doces.
 
#3 – Nozes e Castanhas
São ricas em antioxidantes e gorduras boas além de favorecer a liberação de hormônios que contribuem com a saciedade.
 
#4 – Queijo Branco
Além de ser uma proteína que dá saciedade, é rico em triptifano, aminoácido essencial para a síntese de serotonina
 
#5 – Proteínas
Contribuem com a sensação de saciedade, demorando mais para sentir fome.
 
#6 – Linhaça
Rica em fibras e ácidos graxos essenciais, aumenta a saciedade.
 
#7- Ovos no Café da Manhã
Estudos apontam que ovos na primeira refeição do dia aumentam a saciedade durante 24 horas.
 
Concluindo…
A fome pode ter origem fisiológica, emocional e até social, o importante é saber reconhecê-la e satisfazê-la com consciência.
Para reduzir a fome fisiológica podemos recorrer a alguns alimentos e para a fome emocional também, porém nestes casos é recomendável procurar também ajuda profissional.
 
Esperamos que tenham gostado do nosso post! Compartilhem e sigam nossas dicas!
Até a próxima!
 
Referência
Entenda o que é “fome psicológica” e faça as pazes com você
Disponível: sophiederam.com/br/comportamento-alimentar/fome-psicologica/
 
…VEJA TAMBÉM…

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

var td_screen_width = window.innerWidth;